FANDOM


1.gif
"Eu sou O Arquiteto. Eu criei Matrix."
— O Arquiteto, durante uma conversa com Neo.

O Arquiteto é um programa altamente especializado da Cidade das Máquinas e o criador da Matrix. Uma forte característica desse programa é a total falta de humor e/ou sentimentos.

História Editar

Construindo os Protótipos da Matrix Editar

O Arquiteto criou a primeira Matrix como uma utopia para os seres humanos cujas mentes habitavam-na como uma punição por conta de seus abusos contras as Máquinas. No entanto, as mentes humanas rejeitaram esta primeira tentativa como um mundo perfeito, então a versão beta 1 da Matrix falhou. Uma segunda tentativa adicionada com "vulgaridades" da natureza humana e uma lei básica de causa e efeito foi criada, porém essa versão beta também foi um fracasso.

Então O Arquitecto voltou-se para um programa mais intuitivo projetado para entender a natureza, a mente e a psicologia humana para, então, aumentar o âmbito da próxima versão da Matrix. Desta vez, o poder de escolha foi adicionado à programação, onde, dessa vez, seria permitido aos seres humanos o poder de escolher se queria ou não permanecer na Matrix, mesmo com essa escolha sendo em um nível vago do subconsciente da mente.

A terceira e ultima versão da Matrix funcionou perfeitamente, com exceção de cerca de 1% das mentes humanas rejeitando-a. os corpos desses humanos foram aparentemente ejetados das usinas. Porém, alguns deles sobreviveram e começaram a criar a cidade subterrânea de Zion.

O Arquitecto logo notou que a Matrix não era tão perfeita como ele queria. A programação de escolha que estabilizou a primeira iteração da Matrix com seus usuários também estava causando sua lenta desestabilização. Em cerca de 100 anos, uma reinicialização da Matrix seria necessária.

Havia também a questão de Zion, que não poderia ser autorizada que crescesse muito com os humanos que rejeitaram a Matrix, pois seu povo poderia se levantar e então se tornar uma nova ameaça para as Máquinas.

Alguns anos depois uma anomalia significativa apareceu, dois terços antes do primeiro ciclo da Matrix ser completado, um homem nasceu com o controle de uma programação adicional da Matrix que, na verdade, pertencia a Fonte. O Arquiteto tentou remover essa anomalia, mas não obteve sucesso em suas tentativas. No entanto, ele encontrou uma maneira de trabalhar com este ser humano e convencê-lo entregar o importante código fonte que ele carregava para a eventual recarga da Matrix.

A Nova Matrix Editar

Juntamente com o programa intuitivo humano (que pode ser considerada a "mãe" da Matrix assim como O Arquiteto pode ser considerado o "pai"), o conceito da Profecia foi formado. O programa intuitivo (conhecido pelos seres humanos como O Oráculo) contaria esta história para os pequenos membros de uma resistência humana que periodicamente se infiltraria na Matrix, e que iriam encontrar a anomalia e ajudá-lo a encontrar a sala escondida do Arquiteto no fundo de uma sala altamente fortificada. Lá, o Arquiteto usaria suas medidas de controle para manter a anomalia, e por sua vez, tanto Zion quanto a Matrix, em cheque.

Em cada um dos cinco primeiros ciclos da Matrix, a anomalia, conhecida pelos seres humanos como O Escolhido, se manifestaria dentro da Matrix e, eventualmente, encontraria O Arquiteto e seu local de trabalho. Lá, O Arquiteto (que também está vinculado à programação de escolha dentro de sua própria criação) apresenta duas opções de saída ao Escolhido. Duas portas. Uma porta leva à Fonte. A segunda porta retorna para a Matrix adequada. O Arquiteto diz ao Escolhido que, enquanto eles conversam, Zion está prestes a ser completa e totalmente destruída. Ele afirma que a função do Escolhido é salvar a humanidade. Tendo em conta que os únicos humanos restantes (após a destruição de Zion) permaneceriam na Matrix, caso ele escolha a porta que leva à Fonte, essa escolha levará a uma eventual falha catastrófica do sistema da Matrix, matando seus habitantes humanos e efetivamente aniquilando a humanidade como uma raça. O Arquiteto, então, oferece para o Escolhido um número simbólico de seres humanos que ele pode usar para reconstruir Zion. Em cada um desses ciclos, o Escolhido escolhe a porta que leva à Fonte, a Matrix é recarregada, e Zion morre e renasce na orientação do Escolhido.

O Sexto Escolhido Editar

Architect & neo.png

Neo e o Arquitecto discutem o propósito do Escolhido.

Na sexta repetição do ciclo, Neo, a sexta Anomalia, aparece no cronograma antes do Arquiteto. O programa se surpreende que este Escolhido, ao contrário de seus antecessores, seja mais rápido em pensamento. Como os outros, esta sexta versão da Anomalia possui a mesma disposição para proteger e salvar a humanidade, mas ao contrário dos outros Escolhidos tem uma profunda ligação com um ser humano: um membro da resistência de Zion chamada Trinity.

O Arquiteto faz o habitual discurso e ameaça, mas já consegue ver que esta versão da Anomalia não irá cumprir o seu dever como os outros. Neo, então, deixa o Arquiteto para salvar seu amor, deixando o futuro da Matrix em dúvida.

TheArchitectMatrix.jpg

O Arquiteto faz sua proposta.

Em seu ultimo encontro com O Oráculo, ela fala mais sobre o Arquiteto para Neo. Ela diz que o objetivo do Arquiteto é equilibrar as equações da Matrix, enquanto que o dela é desequilibrar as mesmas equações. Ela diz a Neo a verdadeira localização da Fonte, a Cidade das Máquinas, e diz que Neo irá salvar não somente a humanidade, mas o Mundo das Máquinas também. Ela afirma também que, como parte do propósito dele, O Arquiteto não pode ver além das equações, algo que limita a sua capacidade de ver além as coisas como são.

Após Neo destruir Smith, as Máquinas recolhem o corpo de Neo e o usam para recarregar a Matrix com êxito. As Máquinas também cumprem a trégua que Neo propôs em troca da derrota de Smith, abandonando o ataque em Zion e deixando os dois mundos em paz.

O Arquiteto se encontra com O Oráculo e fala do "jogo perigoso" que ela estava lançando, e reconhece que a trégua será honrada, embora tenha dúvidas sobre quanto tempo ela vai durar.

Em The Matrix Online Editar

No jogo online The Matrix Online, O Arquiteto aparece como um líder dos Maquinistas. Depois de descobrir (através dos Zionites) sobre a construção da Nova Zion, O Arquiteto prontamente quebra a trégua e passa a não aceitar que mais nenhum ser humano seja libertado da Matrix.

Personalidade Editar

Curiosidades Editar

  • A aparência do Arquiteto é provavelmente uma homenagem a Sigmund Freud (que foi considerado pelo psicologo social Erich Fromm como um dos arquitetos da era moderna). Ele também lembra Vinton Cerf, que foi um dos criadores da internet, e Andrew Carnegie, um empresário e filantropo do ano de 1800 e, eventualmente, o homem mais rico do mundo na época.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória